Sustentabilidade e Tecnologia

Recursos Naturais x Desenvolvimento Sustentável

Entender que os recursos naturais da Terra são finitos e que podemos – sim – tornar o planeta um local hostil para vida humana é saber que o desenvolvimento sustentável não é uma opção, é uma obrigação.

Os desafios são inúmeros, além de ter consciência dos danos que causamos diariamente ao planeta, é preciso alterar nosso modo de vida como um todo. Governos, iniciativa privada e população precisam traçar como objetivo comum a redução de desigualdade de renda, a extinção da fome, uma melhor distribuição de recursos de energia, melhor gestão da utilização dos recursos naturais e um planejamento adequado na expansão urbana das grandes cidades. Como se não bastasse, esses desafios sofrem impacto direto do nosso atual sistema financeiro, que promove um consumo excessivo e este, por sua vez, demanda o uso de mais recursos naturais.

No geral, precisamos ter em mente que a natureza precisa de um tempo para absorver o impacto que geramos sobre ela. Precisamos atingir o equilíbrio entre a velocidade em que consumimos os recursos naturais versus a velocidade com que o planeta repõe estes recursos. O conceito de “Pegada Ecológica” faz justamente essa contabilidade de uma área, calculando o consumo de recursos naturais enquanto matéria-prima, a redução dos espaços para ecossistemas ocupados por casas e indústrias, e os sistemas ecológicos disponíveis para absorver os resíduos gerados. Este cálculo gera uma medição capaz de fornecer dados importantes que ajudam a entender a relação consumo x regeneração, além disso contribuem estrategicamente para o Desenvolvimento Sustentável de uma comunidade, cidade e/ou país.

Contudo, para nos ajudar a salvar o planeta de nós mesmos, podemos contar com o uso de fontes de energias renováveis que não esgotam os recursos do planeta.

Energia Solar

elon-musk-iron-man
Fonte: Internet

A energia solar utilizada para geração de energia elétrica tem sido amplamente explorada nos últimos anos, desde os primeiros painéis solares da década de 1950 até as telhas solares produzidas pela SolarCity de Elon Musk. Se percorreu um longo caminho no desenvolvimento dessa tecnologia, por custos cada vez menores, é possível instalar painéis solares em residências e torna-las autossuficiente no consumo de energia elétrica. A energia solar não consome em larga escala os recursos naturais do planeta e, além disso, não produz resíduos como CO2.

Biomassa

A biomassa, conjunto de restos orgânicos que podem ser utilizados para produção de biogás, também aponta como alternativa de energia renovável. Traz como vantagens seu baixo custo e o fato de ser pouco poluente.

Energia Eólica

Uma outra fonte de energia renovável é a Energia Eólica, produzida através da ação do vento em hélices gigantes, produzem energia tal qual uma hidroelétrica, só que ao invés de água e ação da gravidade, usa o vento como “combustível”. A energia eólica traz como vantagens o fato de ser inesgotável e não emitir gases poluentes. Um ponto crítico é o seu alto custo de implementação e o grande impacto visual que é gerado.

Estamos diante de um ponto crítico da sobrevivência da espécie humana, atender de forma sustentável nossas necessidades é importante para que possamos garantir o nosso futuro e o futuro do planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *